Olá, seja bem-vindo.
Este blog foi criado no dia 21 de Janeiro de 2010. Será um blog em que apenas publicarei sonetos, nada mais do que sonetos. Espero que os apreciadores deste estilo de poesia me visitem e comentem, façam críticas, para eu melhorar o que tiver de ser melhorado e me alegrar com o que estiver bem feito. Obrigada. FELIPA MONTEVERDE

domingo, 9 de maio de 2010

Ausência

Na existência de uma vida torturada
És tu o meu carrasco… meu algoz…
E há ausência de sentidos, onde nada
Se move, por temor à tua voz…

Existência sem ser vida… onde após
As lembranças, resta a madrugada…
Vãs e eternas ilusões, numa toada
Em que se vive a dois, sem sermos sós…

Será que reconheço esta existência?
Será que é comum esta ausência
Presente em nós… em mim… em ti?

Recordo vagamente… tenho a ideia
De um dia entrar numa cadeia
Onde o tempo parou… parou… e eu não vi…

(Felipa Monteverde)

Sem comentários: