Olá, seja bem-vindo.
Este blog foi criado no dia 21 de Janeiro de 2010. Será um blog em que apenas publicarei sonetos, nada mais do que sonetos. Espero que os apreciadores deste estilo de poesia me visitem e comentem, façam críticas, para eu melhorar o que tiver de ser melhorado e me alegrar com o que estiver bem feito. Obrigada. FELIPA MONTEVERDE

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Ao luar

Vi o luar cinzento que marcava o meu destino
Nas sombras que conheço muito bem.
Nos caminhos, um pobre e louco peregrino
Gritava amores que eram dores de ninguém…

A lua extinguiu-se, como um sonho clandestino
Que receia ser olhado e aos olhares se abstém.
Nos caminhos, um pobre e louco peregrino
Segue no escuro amores que são dores que ele tem...

Também eu serei a louca, a insana
Percorrendo caminhos e veredas ao luar
Gritando amores… meretriz e leviana

Só por ti… por ti padeço esta vontade de gritar,
De chorar paixões… nesta fantasia lhana
Que é o meu modo de ser e de sofrer por tanto amar…

(Felipa Monteverde)

1 comentário:

ETERNA APAIXONADA disse...

Ah! Os poetas e o luar! Sempre uma inspiração linda!
Beijos