Olá, seja bem-vindo.
Este blog foi criado no dia 21 de Janeiro de 2010. Será um blog em que apenas publicarei sonetos, nada mais do que sonetos. Espero que os apreciadores deste estilo de poesia me visitem e comentem, façam críticas, para eu melhorar o que tiver de ser melhorado e me alegrar com o que estiver bem feito. Obrigada. FELIPA MONTEVERDE

domingo, 24 de janeiro de 2010

Ó minhas mãos

Ó minhas mãos tão frias, quem
Vos enregelou nessa redoma breve
Que envolveu o meu silêncio no Além
E que calou no meu peito a dor mais leve?

Quem vos fadou destinos de ninguém
Quem vos largou em sombras de alva neve?
Ó minhas mãos tão frias, quem
Não vos paga o tanto amor que já vos deve?

Frias, brancas, esmaecidas… sim
Vós sois o fiel retrato de mim
Que assim me dou e ninguém me acarinha

Mãos tão frias… mas tenho a alma quente
E sinto amor e dor por toda a gente
E sinto-me tão só… gelada… pobrezinha…

(Felipa Monteverde)

Sem comentários: