Olá, seja bem-vindo.
Este blog foi criado no dia 21 de Janeiro de 2010. Será um blog em que apenas publicarei sonetos, nada mais do que sonetos. Espero que os apreciadores deste estilo de poesia me visitem e comentem, façam críticas, para eu melhorar o que tiver de ser melhorado e me alegrar com o que estiver bem feito. Obrigada. FELIPA MONTEVERDE

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Amores

Amor: sonho e angústia, dor agreste
Que nos inunda o peito e o sentir…
Fétida noite, vaso de flor silvestre
Que seus ramos estende pra ferir

E nos entranha o peito, e se nos veste
De ilusórias falas… e ao ouvir
Esses cantares, a alma incauta investe
Contra a razão que a quer desiludir.

Amores: ai sentidos ingratos e pagãos
Que perseguis na noite a lassidão
Das almas sofredoras, fáceis presas

Das vossas investidas enganosas…
Prometeis alvos sonhos, alvas rosas
E nada mais nos dais do que tristezas…

(Felipa Monteverde)

Sem comentários: